Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
Pesquisa
Voltar para todos os posts do blog

PROCURA POR ENERGIA SOLAR CRESCE MAIS DE 500% EM RONDÔNIA!

 

 

Segundo a distribuidora Energisa, no ano passado foram 195 projetos aprovados ante as 1248 liberações até outubro deste ano

Os rondonienses têm apostado na instalação de placas solares nos telhados das  residências. Segundo a Energisa, empresa distribuidora de energia elétrica em Rondônia, houve um aumento de 540% no número de projetos de instalação de placas solares aprovadas no estado na comparação entre 2018 e 2019. No ano passado, foram 195 projetos aprovados ante 1248 até outubro deste ano.

O principal objetivo dos consumidores é o de economizar energia elétrica, além disso, a garantia dessas placas pode chegar a 25 anos. A concessionária recebe por mês, cerca de 300 pedidos para ligações de energia solar na rede. Ao todo, são 900 consumidores que já geram a própria energia elétrica no estado. Em 2018, o excedente gerado para a rede (energia gerada e não consumida pelos clientes que têm energia solar) foi de 86 mil MW.

No estado, já são 109 projetistas cadastrados junto à concessionária e podem iniciar os processos para instalação dos equipamentos. Em Porto Velho, David Barbosa e Maria Luiza Nogueira pagavam cerca de R$ 450 por mês de conta de energia. A expectativa do casal é que esse valor caia para 90% com o uso das placas solares que instalaram recentemente no imóvel da família. “Precisamos de um sistema e mais fácil, para sobrar um pouquinho pra nós também”, comenta a aposentada. Por sua vez, o empresário do ramo de energia solar em Porto Velho, Augusto Oliveira, notou que a procura pelo sistema dobrou em apenas dois meses e meio de loja aberta. “A procura vem aumentando gradativamente, desde pequenas empresas, residências e grandes comércios e indústrias também”, contou.

O empresário João Duque acredita que, além da questão ambiental, já que é uma energia limpa, fatores econômicos dão força ao mercado de energia solar. “Caso a pessoa decida vender o imóvel com energia solar, ele ficará valorizado provavelmente em mais 20% ou 30%. É uma forma de não só valorizar o patrimônio, como também de poupança.” Apesar das muitas vantagens, quem deseja aproveitar a luz do sol que chega em casa para gerar a própria energia elétrica precisa se atentar em algumas normas. O primeiro passo é contratar uma empresa para projetar o sistema na residência. Depois disso, a empresa contratada precisa dar entrada com o projeto na concessionária para análise. O processo é gratuito.

“Depois que o projeto é analisado, ele pode construir e fazer a instalação dos painéis. Feito isso, ele vai pedir a vistoria e estando tudo ok, a gente vai entrar na fase de contrato e instalar a medição. Aí ele começa a usufruir do benefício da energia solar”, explicou Alfredo João de Brito, gerente de construção, manutenção e distribuição da Energisa.

Para a medição do sistema, um medidor bidirecional é instalado indicando a diferença entre a energia gerada pelas placas solares e a consumida da rede. Com base nesse cálculo, é emitida a conta do consumidor, no valor de demanda mínima.

Fonte: Portal Solar