Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
Pesquisa
Voltar para todos os posts do blog

IMPACTOS DO CORONAVÍRUS NO MERCADO FOTOVOLTAICO

Sabe-se que o coronavírus assola todo o globo e traz à tona medidas de proteção e consequências que por enquanto, são analisadas para melhor entender, o seu efeito à longo prazo. Devemos ser responsáveis e seguir às medidas recomendadas pelas autoridades de saúde e governamentais. Nós da WIN, ratificamos essas medidas e reafirmamos o nosso compromisso com a saúde dos nossos parceiros. Aconselhamos que usem toda a energia nesse novo momento para a expandir a habilidade da adaptação.

 

Fazemos parte de um novo cenário de economia, que tem como base o bem estar de todos e acreditamos num futuro de menos impactos ambientais com mais geração de empregos. Temos certeza que a nossa missão e compromisso não serão abalados mediante as atuais condições, iremos contar com a força do raiar do sol que nos ilumina todos os dias para seguirmos juntos nessa!

 

De acordo com a Associação Brasileira De Energia Solar - Absolar, o ano de 2020 tem números que demonstram a força da energia. A projeção é de 5,4 GW para a capacidade instalada e 120 mil empregos sendo gerados. Além disso, o mercado de Energia Solar no Brasil triplicou só no último ano. Hoje, quase 195 mil brasileiros já aproveitam os benefícios da Energia Solar em suas casas.


Tivemos uma conversa muito rica com o time técnico do departamento de Engenharia da WIN! Os caras são feras e dividem suas opiniões sobre o atual momento! Confira!

*RS: Raone Silva / MM: Marcos Magalhães.

 

Devo instalar um sistema fotovoltaico agora?

 

Raone Silva, Responsável pelo Setor Técnico de Engenharia considera importante seguirmos as medidas recomendadas pelas autoridades e afirma “Como temos escutado o apelo para permanecer em nossas casas, e evitar ao máximo o contato com outras pessoas, o recomendado no momento, é não se expôr em instalações, ou qualquer outro trabalho externo onde o contato acaba sendo inevitável. Uma instalação de sistema fotovoltaico é um trabalho em equipe, que requer esforços conjuntos, e um tempo longo de permanência de profissionais reunidos até a conclusão da obra. Todos esses profissionais ao fim do dia, retornarão para suas casas e famílias, levando o risco do contágio.”

 

O Marcos Magalhães, Engenheiro Especialista Técnico acredita que esse momento pode ser visto sob pontos de vistas diferentes “A duração e amplitude dos impactos econômicos provocados pelo Coronavírus são difíceis de prever. Existem cenários otimistas, onde o surto é controlado de forma mais rápida e o governo adota as medidas necessárias, assim como pessimistas, onde o problema persiste por mais tempo. O investimento em energia solar é similar a tantos outros: você compra um sistema fotovoltaico e a economia gerada faz com que ele se pague em poucos anos. Apesar da crise, os fornecedores (como a Win) e empresas instaladoras de energia solar não pretendem parar suas operações, apenas adequá-las ao cenário atual. A tarifa de energia não deve diminuir, e seu consumo em casa deve aumentar. A discussão sobre as mudanças na legislação para geração distribuída também serão postergadas. Portanto, na minha visão, se você já planejava instalar energia solar em sua casa e possui um bom fundo de emergência em conta que não será reduzido, não há problema em fazer este investimento agora, contanto que sejam seguidas todas as boas práticas de saúde e que a empresa instaladora contratada adote as medidas de prevenção necessárias.”

 

No seu ponto de vista, quais são os reais impactos do surto de coronavírus para o Brasil e sua indústria?

 

RS: “Falando sobre a indústria solar, o impacto esperado é grande quando se fala em novos negócios. Visto que este é um dos nichos de mercado que mais cresce no Brasil, gerando emprego e renda numa crescente exponencial. O surto de coronavírus, tem impacto negativo para o país porque além de ser um assunto sério de interesse e alerta mundial, ainda causa receio de investimentos pela incerteza do dia de amanhã. Porém não devemos nos assustar com isso, projetos em andamento, em fase de negociação, financiamento, ou qualquer outro status, não deve ser abandonado. Este momento que estamos vivendo é passageiro, e logo tudo volta ao eixo. Para os projetos já instalados, o impacto é ZERO. Sua energia continuará sendo gerada, e seus benefícios em economia continuarão sendo os mesmos.” 

 

MM: “Um dos impactos que já estamos vendo é a flexibilização do trabalho. A tecnologia permite que muitas operações sejam mantidas mesmo com funcionários trabalhando remotamente. Entretanto, comércios que dependem de lojas físicas para funcionar terão um grande impacto em sua receita, e podem necessitar de medidas do governo para sobreviver até a crise acabar, de acordo com a sua duração. A indústria está em situação semelhante, com algumas fábricas fechando temporariamente. Na área de energia solar, pode ser que alguns produtos de fabricação nacional fiquem em falta. Já para produtos importados, geralmente da China, os atrasos que ocorreram por conta do pico de Coronavírus no país não devem se repetir. A Win Energias Renováveis colocou em prática um plano de ação para a crise, e não vai interromper suas operações. Assim como nós, outras grandes empresas do setor também devem se estruturar para continuar funcionando.”

 

Como a alta do dólar pode impactar os negócios e o mercado?

 

RS: “A alta do dólar de fato uma questão que pode comprometer negociações em andamento. Com esse aumento, os equipamentos que compõe os geradores fotovoltaicos não ficaram de fora dessa. Precisamos de sabedoria e bons argumentos para manter os clientes interessados, tornando-os conscientes de que estamos em um momento de instabilidade econômica mas que em breve retornará ao normal. Os benefícios em se adquirir um sistema fv com o dólar lá nas alturas, continua sendo atrativo. Uma boa análise de viabilidade econômica nas propostas comerciais, torna-se hoje imprescindível para fechar novos negócios. Usar deste artefato,é mostrar comprometimento com soluções ofertadas aos nossos clientes.”



MM: “A alta do dólar fez com que os preços de alguns materiais aumentassem, como em qualquer outra situação. Porém, o impacto no retorno sobre o investimento em um sistema fotovoltaico não é muito significativo. Caso você tenha feito uma proposta para o cliente há um mês atrás, há duas opções: ou você diminui sua margem para manter o preço e conquistar o cliente, ou repassa o aumento do preço na revisão da proposta. Já para novas propostas, é interessante salientar que o investimento em energia solar protege o cliente contra variações na tarifa de energia, que pode flutuar muito em épocas de incerteza. Na hora de escolher o fornecedor, prefira aquele que possui, além de preço, atendimento personalizado e parceiros de qualidade para o transporte do material, de forma que você diminua o risco de atrasos de entrega e outros imprevistos. É uma boa hora para mostrar aos seus clientes que você está adotando as recomendações dos órgãos de saúde, preferindo reuniões por videoconferência. Aproveite o momento que muitas pessoas estão em casa e invista nas redes sociais, participe de webinars, tire dúvidas, faça cursos online e seja sempre positivo com seus parceiros de negócios e clientes.”



A WIN se coloca à disposição para atender todos os nossos parceiros. É o momento certo de aproveitar a nossa plataforma online. Geradores prontos e personalizados de forma rápida e eficiente. Desejamos saúde e prosperidade para todos nesse tempo difícil e sigamos em frente juntos, sempre! 

Gostou? Compartilhe nas redes! :)

Comentários
Write a Comment Close Comment Form