Close
Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
Pesquisa
Voltar para todos os posts do blog

PADRÕES ABNT PARA INSTALAÇÕES FOTOVOLTAICAS ENTRAM EM VIGOR!

 

 

Com o título de “Instalações Elétricas de Arranjos Fotovoltaicos – Requisitos de Projeto” – na primeira quinta-feira do mês, 03/10/2019 a norma ABNT 16690 - Teve sua versão definitiva publicada, e entrou em vigor no mesmo dia.

 

A norma define os padrões mínimos que devem ser seguidos, trazendo ao proprietário da instalação mais segurança -  já que reduz o uso de materiais inapropriados, evitando riscos propícios ao local de instalação. Também beneficia os integradores, uma vez que reforça a seriedade das empresas que aplicam o padrão de qualidade apresentada, tornando- se um argumento para contrapropostas sem qualidade.

 

Empresas que já atuam no segmento de energia solar fotovoltaica no Brasil, vinham utilizando o texto do projeto da norma que estava em consulta pública. Agora com a norma oficial, temos uma regulação adequada ao mercado brasileiro. O processo de oficialização contou com opinião pública e modificações técnicas, até o seu resultado final.

 

A norma pode ser adquirida no Catálogo ABNT. Saiba que, os profissionais do CREA/Confea, recebem um desconto. Para obter a norma, o valor é de R$212,90, esse documento gera um nominal para o comprador. Para aquisição do material clique aqui.

 

Confira na íntegra o resumo disponível no site da ABNT: 

 

"Esta Norma estabelece os requisitos de projeto das instalações elétricas de arranjos fotovoltaicos, incluindo disposições sobre os condutores, dispositivos de proteção elétrica, dispositivos de manobra, aterramento e equipotencialização do arranjo fotovoltaico. O escopo desta Norma inclui todas as partes do arranjo fotovoltaico até, mas não incluindo, os dispositivos de armazenamento de energia, as unidades de condicionamento de potência ou as cargas. Uma exceção é a de que disposições relativas a unidades de condicionamento de potência e/ou a baterias são abordadas apenas onde a segurança das instalações do arranjo fotovoltaico está envolvida. A interligação de pequenas unidades de condicionamento de potência em corrente contínua para conexão a um ou dois módulos fotovoltaicos também está incluída no escopo desta Norma." 

 

Link da matéria no site ABNT: CLIQUE AQUI!