Você não tem nenhum item em seu carrinho de compras.
Pesquisa
Back to All Blog Posts

Aumento na conta de luz pode elevar o número de endividados no RJ

 

 

Clientes da Light terão de pagar a alta de 11,52% nas tarifas para residências. Contas de consumidores da Enel Rio terão crescimento de 9,72%. Estado também tem a gasolina mais cara do país.

O número de endividados e inadimplentes no Rio de Janeiro deverá aumentar em breve – esta é a expectativa de serviços de cobrança e proteção de crédito que já agem atuam na cidade. Segundo a análise, endividado, o consumidor de energia elétrica do Rio de Janeiro está em com dificuldade para manter os pagamentos em dia.

Logo após a Fecomércio-RJ divulgar estudo que o 60,7% dos cariocas estão endividados, a agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou dois aumentos nas contas de energia elétrica do Rio.

Os clientes da Light terão de pagar a alta de 11,52% nas tarifas para residências. As contas de luz dos consumidores da Enel Rio (antiga Ampla) também vão subir, com um crescimento de 9,72% em média.

"A inadimplência já está bem alta. Esses aumentos nas tarifas da energia elétrica devem piorar a situação. Já esperamos mais dificuldades com clientes que não têm condições de pagar as dívidas e uma redução nos inadimplentes que pretendiam quitar suas dívidas à vista", avaliou a superintendente de Operações da Cercred Cobranças, Camila Viana.

Segundo levantamento do SPC, a maior parte das pendências dos brasileiros (52%) está ligada aos bancos, envolvendo dívidas relativas ao cartão de crédito, ao cheque especial, a financiamentos e empréstimos. No entanto, o mesmo estudo aponta que os débitos relativos às contas de água e luz ainda representam 10%.

 

Gasolina mais cara do país

 

Vale lembrar que, além de ter que encarar os aumentos no preço das tarifas de energia, o morador do estado do Rio já paga pela gasolina mais cara do País.

Apenas no mês passado, o preço médio do combustível no estado subiu de R$ 4,84 para o valor atual de R$ 4,99, um aumento de cerca de 3%.

De acordo com o último levantamento de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), o Rio tem gasolina mais cara do Brasil, seguido do Acre e Piauí.

Ainda de acordo com a ANP, entre os municípios do RJ, Angra dos Reis apresentou o preço médio mais alto. Lá, a gasolina custa R$ 5,26. A média mais baixa foi em de São João de Meriti: R$ 4,73. Já na capital, ela é de R$ 5,02. É a 11ª mais alta.

 

FONTE: G1.com